NOSSAS REDES

Medicamentos Genéricos de A a Z

Entendendo a nossa lista de Medicamentos Genéricos de A a Z

O objetivo do Mais Preço é ajudar ainda mais o consumidor a encontrar o remédio que ele precisa do jeito mais rápido e pagando o menor preço. Desta forma, oferecemos uma quantidade enorme de remédios que podem ser encontrados em várias farmácias e drogarias, fazendo uma ponte entre o consumidor e o local em que ele encontrará o remédio que ele quer pelo preço que preferir.

No canto superior direito do site existe a barra de pesquisa; é nela em que o consumidor irá procurar pelo remédio, o fabricante ou substância específica. Porém todos os resultados de medicamentos genéricos que aparecerão ali já estão listados na nossa lista de Medicamentos Genéricos de A a Z, que está localizada na página inicial.

Conhecendo a lista

Assim que a página Medicamentos Genéricos de A a Z é aberta, encontramos o começo da listagem de remédios. Todos os nomes estão dispostos ali, porém o consumidor também pode procurar pela inicial do nome do remédio; logo acima dos nomes está a lista de iniciais. Abaixo estão os links para todas as iniciais da lista de remédios genéricos:

Medicamentos genéricos que começam com números

Medicamentos genéricos que começam com a letra A

Medicamentos genéricos que começam com a letra B

Medicamentos genéricos que começam com a letra C

Medicamentos genéricos que começam com a letra D

Medicamentos genéricos que começam com a letra E

Medicamentos genéricos que começam com a letra F

Medicamentos genéricos que começam com a letra G

Medicamentos genéricos que começam com a letra H

Medicamentos genéricos que começam com a letra I

Medicamentos genéricos que começam com a letra J

Medicamentos genéricos que começam com a letra K

Medicamentos genéricos que começam com a letra L

Medicamentos genéricos que começam com a letra M

Medicamentos genéricos que começam com a letra N

Medicamentos genéricos que começam com a letra O

Medicamentos genéricos que começam com a letra P

Medicamentos genéricos que começam com a letra Q

Medicamentos genéricos que começam com a letra R

Medicamentos genéricos que começam com a letra S

Medicamentos genéricos que começam com a letra T

Medicamentos genéricos que começam com a letra U

Medicamentos genéricos que começam com a letra V

Medicamentos genéricos que começam com a letra W

Medicamentos genéricos que começam com a letra X

Medicamentos genéricos que começam com a letra Y

Medicamentos genéricos que começam com a letra Z

Deixar um comentário Deixar comentário

Fabricantes de Remédios

Entendendo melhor nossa lista de Fabricantes de Remédios

O objetivo do Mais Preço é ajudar ainda mais o consumidor a encontrar o remédio que ele precisa do jeito mais rápido e pagando o menor preço. Desta forma, oferecemos uma quantidade enorme de remédios que podem ser encontrados em várias farmácias e drogarias, fazendo uma ponte entre o consumidor e o local em que ele encontrará o remédio que ele quer pelo preço que preferir.

No canto superior direito do site existe a barra de pesquisa; é nela em que o consumidor irá procurar pelo remédio, o fabricante ou substância específica. Porém todos os resultados de fabricantes de remédios que aparecerão ali já estão listados na nossa lista de Fabricantes de Remédios, que está localizada na página inicial logo abaixo do link para a lista de Farmácias e Drogarias.

Conhecendo a lista

Assim que a página Fabricantes de Remédios é aberta, encontramos o começo da listagem de fabricantes. Todos os nomes estão dispostos ali, porém o consumidor também pode procurar pela inicial do nome do fabricante; logo acima dos nomes está a lista de iniciais. Abaixo estão os links para todas as iniciais da lista de fabricantes:

Fabricantes que começam com números

Fabricantes com a letra A

Fabricantes com a letra B

Fabricantes com a letra C

Fabricantes com a letra D

Fabricantes com a letra E

Fabricantes com a letra F

Fabricantes com a letra G

Fabricantes com a letra H

Fabricantes com a letra I

Fabricantes com a letra J

Fabricantes com a letra K

Fabricantes com a letra L

Fabricantes com a letra M

Fabricantes com a letra N

Fabricantes com a letra O

Fabricantes com a letra P

Fabricantes com a letra Q

Fabricantes com a letra R

Fabricantes com a letra S

Fabricantes com a letra T

Fabricantes com a letra U

Fabricantes com a letra V

Fabricantes com a letra W

Fabricantes com a letra X

Fabricantes com a letra Y

Fabricantes com a letra Z

Deixar um comentário Deixar comentário

Farmácias e Drogarias

Entendendo a nossa lista de Farmácias e Drogarias

O objetivo do Mais Preço é ajudar ainda mais o consumidor a encontrar o remédio que ele precisa do jeito mais rápido e pagando o menor preço. Desta forma, oferecemos uma quantidade enorme de remédios que podem ser encontrados em várias farmácias e drogarias, fazendo uma ponte entre o consumidor e o local em que ele encontrará o remédio que ele quer pelo preço que preferir.

No canto superior direito do site existe a barra de pesquisa; é nela em que o consumidor irá procurar pelo remédio, o fabricante ou substância específica. Porém todos os resultados de farmácias e drogarias que aparecerão ali já estão listados na nossa lista de Farmácias e Drogarias, que está localizada na página inicial logo abaixo do link para medicamentos de farmácias populares.

Conhecendo a lista

Assim que a página Farmácias e Drogarias é aberta, encontramos o começo da listagem de estabelecimentos onde poderão ser encontrados os remédios. Todos os nomes estão dispostos ali, porém o consumidor também pode procurar pela inicial do nome do lugar; logo acima dos nomes está a lista de iniciais. Abaixo estão os links para todas as iniciais da lista de farmácias:

Farmácias que começam com números

Farmácias que começam com a letra A

Farmácias que começam com a letra B

Farmácias que começam com a letra C

Farmácias que começam com a letra D

Farmácias que começam com a letra E

Farmácias que começam com a letra F

Farmácias que começam com a letra G

Farmácias que começam com a letra H

Farmácias que começam com a letra I

Farmácias que começam com a letra J

Farmácias que começam com a letra K

Farmácias que começam com a letra L

Farmácias que começam com a letra M

Farmácias que começam com a letra N

Farmácias que começam com a letra O

Farmácias que começam com a letra P

Farmácias que começam com a letra Q

Farmácias que começam com a letra R

Farmácias que começam com a letra S

Farmácias que começam com a letra T

Farmácias que começam com a letra U

Farmácias que começam com a letra V

Farmácias que começam com a letra W

Farmácias que começam com a letra X

Farmácias que começam com a letra Y

Farmácias que começam com a letra Z

Deixar um comentário Deixar comentário

Medicamentos de A a Z

Entendendo melhor nossa lista de Medicamentos de A a Z

O objetivo do Mais Preço é ajudar ainda mais o consumidor a encontrar o remédio que ele precisa do jeito mais rápido e pagando o menor preço. Desta forma, oferecemos uma quantidade enorme de remédios que podem ser encontrados em várias farmácias e drogarias, fazendo uma ponte entre o consumidor e o local em que ele encontrará o remédio que ele quer pelo preço que preferir.

No canto superior direito do site existe a barra de pesquisa; é nela em que o consumidor irá procurar pelo remédio, o fabricante ou substância específica. Porém todos os resultados de remédios que aparecerão ali já estão listados na nossa lista de Medicamentos de A a Z, que está localizada na página inicial logo abaixo do link para o blog do Mais Preço.

Conhecendo a lista

Assim que a página Medicamentos de A a Z é aberta, encontramos o começo da listagem de remédios. Todos os remédios estão dispostos ali, porém o consumidor também pode procurar pela inicial do nome do remédio; logo acima dos remédios está a lista de iniciais. Abaixo estão os links para todas as iniciais da lista de medicamentos:

Medicamentos que começam com números

Medicamentos com a letra A

Medicamentos com a letra B

Medicamentos com a letra C

Medicamentos com a letra D

Medicamentos com a letra E

Medicamentos com a letra F

Medicamentos com a letra G

Medicamentos com a letra H

Medicamentos com a letra I

Medicamentos com a letra J

Medicamentos com a letra K

Medicamentos com a letra L

Medicamentos com a letra M

Medicamentos com a letra N

Medicamentos com a letra O

Medicamentos com a letra P

Medicamentos com a letra Q

Medicamentos com a letra R

Medicamentos com a letra S

Medicamentos com a letra T

Medicamentos com a letra U

Medicamentos com a letra V

Medicamentos com a letra W

Medicamentos com a letra X

Medicamentos com a letra Y

Medicamentos com a letra Z

Deixar um comentário Deixar comentário

A Herpes está de volta com o calor!

Quem já teve uma crise de herpes conhece bem esse martírio. Uma coceirinha discreta acompanhada de um leve ardor no canto dos lábios anuncia a saga que está por vir. A vermelhidão, as bolhas e a dor desconcertante e, às vezes, até mesmo febre não tardam a arrebatar a vítima. Sem falar no constrangimento de exibir uma ferida proeminente no rosto. E quem nunca enfrentou o problema não está totalmente livre dele. Cerca de 90% da população já teve contato com o vírus da doença, mas apenas de 10 a 15% manifestam os sintomas.

.
Grande parte das pessoas contrai o micróbio na infância, por meio do contato com gotículas de saliva — haja beijocas de tios, tias… — ou brinquedos contaminados. Já na idade adulta, a transmissão costuma se dar, por assim dizer, boca a boca. A moçada que se orgulha de contabilizar o número de beijos ao final da balada tem aí um motivo para moderar na empolgação. Uma vez infectado, cada um depende da capacidade de seu organismo de reagir ao vírus.

.

A primeira crise de herpes é sempre a mais bombástica. Ela costuma ser bastante agressiva e chega a durar três semanas. O episódio de estreia, no entanto, é a melhor oportunidade de preparar o corpo contra as futuras investidas do hóspede indesejado. O objetivo não é apenas encurtar o período de desconforto, mas diminuir a concentração de micro-organismos no corpo. Dessa forma, diante da suspeita desse estorvo, é melhor não vacilar e procurar a orientação de um profissional.

.

Na tentativa de controlar as aparições do penetra, os médicos lançam mão de antivirais, drogas que barram sua multiplicação. Uma boa alimentação também dá uma força extra para que as defesas do organismo possam dizimá-lo. Aplicar gelo sobre as lesões é uma das dicas dos especialistas. A temperatura fria alivia a dor e auxilia na recuperação. Fora isso, não há muito o que fazer. O jeito é ter paciência e esperar a ferida regredir, o que leva cerca de sete dias.

.

A má notícia é que, em quaisquer condições, não dá para se livrar do vírus: o hospedeiro terá que conviver com ele para o resto da vida. O pior de tudo é que, em situações mais raras, o herpes ataca o cérebro, provocando meningite, ou os olhos, levando à cegueira. Sem contar que um estudo novíssimo acaba de associar a presença do vírus no corpo à ocorrência do mal de Alzheimer.

.

E, no verão, o germe faz a festa — daí a necessidade de atenção redobrada na estação do calor. Os raios solares ultravioleta fragilizam as nossas defesas, além de ressecar os lábios, que ficam mais vulneráveis. Assim, evite a exposição excessiva ao sol, beba bastante líquido e utilize protetor labial ou batom com filtro solar sempre. A melhor estratégia de defesa contra o ataque desse invasor é, portanto, fechar a guarda e garantir que ele permaneça fraco e adormecido, sem causar nenhum estrago.

Deixar um comentário Deixar comentário

O que é câncer de mama?

O Câncer de mama é o desenvolvimento anormal das células do seio. Estas células crescem e substituem o tecido saudável. Por ser uma doença tratável, a descoberta precoce é a chave para sobreviver. O câncer normalmente começa com um pequeno nódulo que, com o tempo pode crescer e se espalhar para áreas próximas, como os músculos e pele, assim como nódulo de pus sob o braço. Principalmente o tumor pode se espalhar para órgãos vitais como fígado, cérebro, pulmão e espinha.

.

Como ocorre?

.

A causa do câncer de mama não é conhecida. Qualquer mulher pode desenvolver câncer de mama e, apesar de muito menos comum, homens também podem. Algumas mulheres são mais propícias a desenvolver câncer do que outras se apresentarem os seguintes fatores:

.

- Ter mãe ou irmã com câncer de mama
- Nunca ter tido filhos
- Ter tido o primeiro filho após os 30 anos
- Histórico de exposição a radiação
- Fumar
- Terapia hormonal (estrogênio)
- Uso excessivo de álcool
- Ferimento no seio
- Obesidade

.

Não há evidências definidas ainda que o uso de pílulas por um longo período de tempo pode causar câncer de mama, mas esta possibilidade continua a ser estudada. Também parece que tomar estrogênio depois da menopausa causa um pequeno aumento de risco de câncer de mama. Pesquisadores também estão estudando alguns vírus como possíveis causas.

.

Quais são os sintomas?

.

Na maior parte das vezes o primeiro sinal do câncer de mama é um pequeno nódulo no seio. O nódulo é geralmente indolor que pode crescer lenta ou rapidamente. Outros sintomas do câncer de mama incluem:

.

- Mudança de cor, reentrâncias, enrugamentos, ou elevação da pele em uma área do seio
- Uma mudança do tamanho ou formato do seio
- Secreção no bico do seio
- Um ou mais nódulos nas axilas

.

Como é diagnosticado?

.

Para descobrir o câncer de mama o mais rápido possível, você deverá, a partir do momento que tiver idade suficiente para ter exames ginecológicos anuais:
.
- Fazer um auto-exame mensal
- Fazer exame médico pelo menos uma vez ao ano
- Fazer uma mamografia entre 35 a 39 anos de idade. A partir daí, após os 40 a cada 1 ou 2 anos, de acordo com o programa recomendado pelo seu médico. A partir dos 50 anos, você deve fazer uma mamografia a cada ano. Se você apresentar características de alto risco de câncer de mama, você deve começar a fazer mamografias regulares aos 35 anos ou menos.

.

A maior parte dos nódulos não são câncer. Na maioria das vezes eles são cistos com fluidos no tecido do seio que aumentam e diminuem com o ciclo menstrual. Mas todo nódulo deve ser avaliado. A maior parte dos tumores são encontrados pelas próprias mulheres. Quanto mais as mulheres fizerem o auto-exame regular, mais o câncer será constatado prematuramente. Detecção prematura aumentam as chances de sobrevivência e facilitam o êxito do tratamento.

.

.

*Não compre remédios sem antes consultar o MAIS PREÇO, o mais completo comparador de preços de medicamentos do Brasil! Confira e aproveite! É gratuito!

Deixar um comentário Deixar comentário

Cardápio contra a ansiedade

Pense em quantas vezes você desejou que o dia tivesse 48 horas para cumprir todas as tarefas e, ante a impossibilidade de esse milagre acontecer, passou o tempo todo correndo de um lado para o outro. Foram muitas, certo? Pois saiba que a tensão constante causa alterações no humor e, acredite, no peso. “A ansiedade nas alturas contribui para a produção de cortisol, um hormônio associado ao acúmulo de gordura no abdômen”, contam os nutricionistas. Uma maneira consagrada de apagar o pavio desse estresse é fazer exercícios. Mas não é a única.

.

Há estudos que apontam a relação entre certos nutrientes com uma menor agitação. Um desses trabalhos foi publicado recentemente pela Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos. Nele, os jovens que receberam suplementação de ômega-3 apresentaram uma redução de 20% nos níveis de ansiedade quando comparados a quem consumiu cápsulas inócuas. Mas nenhum alimento é mágico. O tratamento é multidisciplinar. Ressalvas feitas, confira nutrientes que deixam tanto o cardápio quanto a sua mente mais equilibrados.

.

Ômega-3

.
Para os pesquisadores, a suplementação com essa gordura benéfica brecaria a ansiedade ao reduzir a concentração de citocinas, substâncias consideradas pró-inflamatórias, além de facilitar a atuação de neurotransmissores como a serotonina, que cria a sensação de bem-estar.

Fontes: linhaça, óleos vegetais, azeite de oliva e peixes de água fria, como atum, sardinha e salmão

.
Magnésio

.
Sua presença ajuda a acalmar os nervos. Além disso, o magnésio bloqueia um receptor chamado NMDA, que causa uma excitação exagerada no cérebro.
Fontes: cereais e grãos integrais, abacate, nozes, castanhas, amêndoas e vegetais folhosos

.
Vitamina C
.
Estudos com cobaias mostram que ela ajuda a reduzir a produção de cortisol, hormônio do estresse. E esse não é seu único trunfo: ela combate os radicais livres, moléculas nocivas que fazem a festa em momentos de tensão.
Fontes: acerola, limão, laranja, morango, caju, brócolis e rúcula

.
Arginina e lisina
.
Pesquisas indicam que combinar esses dois aminoácidos diminuiria a concentração de cortisol pelo corpo, garantindo uma baita tranquilidade.
Fontes: cacau, nozes, castanha de caju e semente de girassol

.
Cálcio
.
Entre suas tarefas estão administrar a transmissão de impulsos nervosos e, junto com o magnésio, gerenciar a contração muscular. A ausência do mineral é capaz de gerar uma senhora agitação.

Fontes: leite e derivados, vegetais verde-escuros, salmão e gergelim

Deixar um comentário Deixar comentário

Parabéns aos médicos pelo seu dia!

O médico é um dos mais importantes profissionais presentes em nossa sociedade. Sua função está ligada à manutenção e restauração da saúde. Este profissional utiliza o saber específico, técnicas e abordagens que lhe permitem promover a saúde e o bem-estar físico, mental e social dos indivíduos.

.

O dia 18 de outubro é considerado o dia do médico em muitos países, como Brasil, Portugal, França, Espanha, Itália, Bélgica, Polônia, Inglaterra, Argentina, Canadá e Estados Unidos. Esta data foi escolhida por ser o dia consagrado a Lucas, o “amado médico”, segundo o apóstolo Paulo.

.

Lucas teria estudado medicina em Antioquia- cidade antiga da Turquia-, além de ser pintor, músico e historiador; um dos mais intelectuais discípulos de Cristo. A tradição de ter Lucas como o patrono dos médicos se iniciou por volta do século XV.

.

Uma das carreiras mais concorridas nos vestibulares, a Medicina exige muita dedicação de seus profissionais para enfrentar rotinas exaustivas e uma vida inteira de estudos.

.

Segundo o Conselho Federal de Medicina, existem 334 mil médicos atendendo no Brasil. A distribuição desses profissionais é desigual, variando entre índices europeus (nas capitais) e africanos (no interior do Norte e Nordeste).

.

Por ocasião das comemorações do Dia do Médico, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e os 27 conselhos regionais (CRMs) lançam uma campanha voltada aos profissionais e à sociedade na qual se ressalta a preocupação da classe com os vários problemas que afetam a assistência em saúde no país.

.

Parabéns aos médicos, nosso sincero agradecimento para vocês que fazem nossas vidas serem seguras e saudáveis!

*Não compre remédios sem antes consultar o MAIS PREÇO, o mais completo comparador de preços de medicamentos do Brasil! Confira e aproveite! É gratuito!

.

Deixar um comentário Deixar comentário

Alergia alimentar: por que acontece?

Falar em reações alérgicas causadas pela ingestão de um belo prato de camarão, um copo de leite ou um punhado de amendoim lembra um filme de suspense. É que o enredo tem mistérios ainda não completamente desvendados pelos especialistas: por que determinados alimentos são encarados como inimigos pelo organismo de algumas pessoas? E por que o fenômeno vem se tornando tão freqüente?

.

Nos Estados Unidos, chama a atenção o alarmante crescimento de alergias provocadas pelo amendoim, item obrigatório na mesa dos americanos. Lá, são nada menos do que 1,8 milhão de pessoas que passam mal quando comem qualquer coisa à base dessa oleaginosa. No Brasil os casos de alergia alimentar também aumentam. Só que aqui não há uma estimativa exata dos afetados, dizem os pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo, a Unifesp.

.

Os genes têm culpa no cartório. Se os pais apresentam algum tipo de reação, mesmo que não tenha a ver com comida (como asma ou dermatite), o filho tem 75% de risco de desenvolver uma manifestação do gênero, incluída a alergia a algum tipo de alimento. Ela ocorre quando o sistema imunológico passa a enxergar a proteína de determinado ingrediente como uma ameaça.

.

A incidência do distúrbio cresce principalmente em regiões industrializadas. Por isso, uma das hipóteses é a chamada teoria da higiene, segundo um estudo feito nos Estados Unidos. De acordo com os resultados, os hábitos de limpeza, as vacinas e os antibióticos tornam as pessoas menos expostas a infecções. Isso levaria o organismo a perder a noção de relevância e atacar algo que não representa real perigo, como a proteína de um alimento.

.

Muitos especulam que o crescente consumo de produtos industrializados contribuiria para a maior incidência da alergia alimentar, mas nada ainda foi comprovado. Em tese, industrializado ou não, qualquer alimento é capaz de desencadear uma bela reação alérgica. Mas existem aqueles, como o leite e os frutos do mar, que se transformaram em protagonistas de boa parte dos episódios. Acredita-se que suas proteínas sobrevivam à digestão e, assim, sejam mais facilmente reconhecidas (e atacadas) pelo sistema imune.

.

O curioso é que a reação alérgica pode desaparecer à medida que a criança cresce ou, então, no outro extremo, se manifestar apenas na fase adulta. Ainda não se sabe o motivo mas, na infância, algumas células passam a produzir substâncias que bloqueiam os anticorpos, pondo um ponto final na alergia em muitos casos. Já com adultos, uma vez iniciada, a história não tem fim.

.

Fonte: http://saude.abril.com.br/

.

*Não compre remédios sem antes consultar o MAIS PREÇO, o mais completo comparador de preços de medicamentos do Brasil! Confira e aproveite! É gratuito!

Deixar um comentário Deixar comentário

Outubro está rosa com a campanha contra o câncer de mama

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

.

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

.

As mamas (ou seios) são glândulas e sua função principal é a produção de leite. Elas são compostas de lobos que se dividem em porções menores, os lóbulos, e ductos, que conduzem o leite produzido para fora pelo mamilo. Como todos os outros órgãos do corpo humano, também se encontram nas mamas vasos sanguíneos, que irrigam a mama de sangue, e os vasos linfáticos, por onde circula a linfa, líquido claro que tem a função de carregar nutrientes para as diversas partes do corpo e recolher as substâncias indesejáveis.

.

O câncer de mama ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma desordenada. A maioria dos cânceres de mama acomete as células dos ductos das mamas. Já os cânceres que começam nos lóbulos da mama são chamados de Carcinoma Lobular, e são menos comuns que o primeiro. O Carcinoma Inflamatório de mama é um câncer mais raro e normalmente se apresenta de forma agressiva, comprometendo toda a mama, deixando-a vermelha, inchada e quente.

.

O câncer de mama normalmente não dói. A mulher pode sentir um nódulo (ou caroço) que anteriormente ela não sentia. Isso deve fazer ela procurar o seu médico. O médico vai palpar as mamas, as axilas e a região do pescoço e clavículas e se sentir um nódulo na mama pedirá uma mamografia.

.

A mulher também pode notar uma deformidade na suas mamas, ou as mamas podem estar assimétricas. Ou ainda pode notar uma retração na pele ou um líquido sanguinolento saindo pelo mamilo. Nos casos mais adiantados pode aparecer uma “ferida” (ulceração) na pele com odor muito desagradável.

.

Na maioria dos casos, a mulher é a responsável pela primeira suspeita de um câncer. É fundamental que ela conheça as suas mamas e saiba quando alguma coisa anormal está acontecendo. As mamas se modificam ao longo do ciclo menstrual e ao longo da vida. Porém, alterações agudas e sintomas como os relacionados acima devem fazer a mulher procurar o seu médico rapidamente. Só ele pode dizer se estas alterações podem ou não ser um câncer.

.

Fonte:  www.abcdasaude.com.br.

.

*Não compre remédios sem antes consultar o MAIS PREÇO, o mais completo comparador de preços de medicamentos do Brasil! Confira e aproveite! É gratuito!

Deixar um comentário Deixar comentário